Logo Green is Great

Para receber as novidades mais recentes por favor, siga-nos:

Para seguir o Year of Climate Action no Instagram, clique:

01-12 Novembro 2021
GLASGOW

COP26

Em parceria com Itália

Conferência das Nações unidas
sobre alterações climáticas

O Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas (UNFCCC) definiu, em conjunto com o Reino Unido Reino Unido e Itália, que a 26ª Conferência das Partes (COP26) realizar-se-á entre 1 e 12 de novembro 2021 em Glasgow. Reunir-se-ão 197 delegações para doze dias de negociações sobre alterações climáticas. Este é o momento para cada país, e cada parte da sociedade, assumir a sua responsabilidade de proteger o nosso planeta.

A menos de 50 dias para a COP26, o Reino Unido apela a um esforço global, porque só juntos conseguiremos proteger o ambiente e promover a adaptação às consequências das alterações climáticas, a que temos assistido em todo o mundo.

Glasgow – O Coração da Sustentabilidade

Glasgow é o lugar ideal para acolher uma COP sustentável e inclusiva. Líder em estratégias de economia circular, eficiência energética e tecnologia inovadora, a cidade estabeleceu uma ambiciosa meta de neutralidade carbónica até 2030. Ambiciona também ser uma das cidades mais verdes da Europa através da campanha “Glasgow Sustentável”, e está em 4º lugar no mundo no Índice de Sustentabilidade de Destino Global.

Glasgow, Scotland

CONTAGEM DECRESCENTE PARA A COP

Em menos de 50 dias, o Reino Unido dará as boas vindas à importante cimeira da ONU sobre alterações climáticas - COP26 - em Glasgow. Os líderes mundiais reunir-se-ão com o objetivo de chegar a um acordo sobre como lidar com a ameaça global urgente das alterações climáticas.

Em parceria com Itália, o Reino Unido está a trabalhar para evitar que as temperaturas globais aumentem acima de 1,5°C e para proteger o nosso planeta e as pessoas dos impactos cada vez maiores das alterações climáticas.
A ciência diz-nos que, se não agirmos agora, os efeitos do aumento da temperatura tornar-se-ão mais frequentes e mais devastadores. Testemunharemos uma escala de catástrofe global como o mundo nunca viu, como cheias, poluição do ar, incêndios florestais, clima extremo e a extinção em massa de espécies.
Devemos trabalhar para garantir ambições climáticas que limitem o aquecimento global a 1,5°C, permitam que as comunidades e os habitats naturais se adaptem aos impactos das mudanças climáticas, que os governos mobilizem os fundos necessários para financiar essa adaptação e trabalhem juntos para realizar essas ambições. Devemos em particular acabar com a extração carvão, reduzir o desmatamento, acelerar a utilização de veículos elétricos e incentivar o investimento em energias renováveis.

Cada país, governo, empresa e parte da sociedade deve assumir a sua responsabilidade de proteger o nosso precioso planeta e manter viva a meta de 1,5 °C.

Sir David Attenborough, COP26 People's Advocate

LIDERANÇA VERDE

O Reino Unido é líder mundial na redução das emissões de gases com efeito de estufa, mantendo, em simultâneo, a capacidade para atrair investimento internacional e criar riqueza para as suas empresas. Estima-se que a economia de baixo carbono do Reino Unido crescerá 11% por ano entre 2015 e 2030 - quatro vezes mais rápido do que o resto da economia - com potencial para gerar entre £60 mil milhões e £170 mil milhões em vendas de mercadorias de exportação e serviços até 2030. As últimas estatísticas oficiais mostram que o volume de negócios das empresas que funcionam com energias limpas aumentou 5% em 2016 e que o volume de negócios do setor de baixo carbono cresceu mais rapidamente do que o Produto Interno Bruto do Reino Unido. A inovação verde está no cerne da abordagem britânica devido ao seu sistema de políticas pioneiras a nível mundial, vocacionadas para apoiar e promover mercados para as tecnologias de baixo carbono. O Reino Unido tem a base científica mais produtiva dos países do G7, impulsionando a extensa inovação necessária para a descarbonização em muitos setores. Londres é líder em finanças verdes, sendo o centro global do comércio de carbono.

O Reino Unido apela a uma ambiciosa mudança de paradigma, coerente com o Acordo de Paris e com a Agenda 2030 das Nações Unidas. Não há tempo a perder e a recuperação tem de ser resiliente e verde, para acelerar a transição para um futuro limpo e próspero. Sir David Attenborough e Jane Goodall foram indicados como Advogados Populares da COP26. Juntos, o conceituado naturalista e apresentador, e a antropologista apelarão à importância da ação climática aos líderes globais, aos principais decisores, e ao público, para evidenciar o progresso alcançado nesta temática e para destacar as ações que os diversos países deverão tomar antes e durante a COP26.

O que aí vem...

Há muito a fazer antes da Conferência e o Governo Britânico, através da Embaixada Britânica em Lisboa, está a promover uma série de eventos relacionados com a COP26 para difundir a importância das negociações e celebrar parcerias relevantes neste âmbito. Acompanhe as novidades referentes aos eventos globais e locais relacionados com a COP26.

Invest in GREAT Britain & Northern Ireland – Energy in the UK